A Mulher e a Cartomante

Conheci essa mulher, de vários nomes, vários trejeitos, várias curvas, várias cores e, sobretudo, várias histórias. Nesta, dizia ela, apaixonada pelos mistérios da vida que só!, se atou numa amiga e partiram no Chevette 85, verde oliva, rumo à cartomante. Luzia disse não acreditar, são essas bobagens da vida pela experiência de se ver o…

Trogloditas do trânsito atacam novamente

Trogloditas do trânsito, coloquem as mãos para o alto e entreguem suas habilitações. Vocês são uma ameaça aos outros e a si mesmos. O dia estava quente e o ar torava junto com Florence no seu momento ápice shake it out. O ogro cruzou a avenida e deu de querer se meter numa vaga no…

Amor em carne viva

Corremos. Cansamos. Agora estamos andando. Estamos perto. Abaixei o rifle. Tirei o explosivo do bolso. Deixei a faca cair no chão. O cacetete já não está na parte de trás da minha calça. O arco e flechas foram jogados de lado. Nem o pedaço de garrafa da cerveja que entornei acompanha meus passos. Desarmado! Tirei…

Inundei e não sei nadar

Estou longe da Costa e de costas pra vida. Meu coração levou tanta surra que está com hematoma permanente. Minhas angústias são traduzidas em tristezas que vão inundando e escoando e me fazendo inchar, derreter, desmanchar, vazar pelo ralo da vida e submergir em mim mesmo a ponto de transbordar em lágrimas de quem já…

Preparem-se: gozo no cangote é a nova tendência para o verão 2017!

Don’t touch, it’s gozo! Que as gozadas do Senado na nossa cara estava liberado a gente já sabia, mas agora a moda é outra, é no cangote, em transporte coletivo. Coloquem seus paus para fora e façam seu trabalho em público, a exposição da obra fica a encargo do pescoço alheio. É arte contemporânea. Da…

Já inventaram nome pro medo do novo?

O súbito me incomoda, desregula. Minha órbita dispensa a organização estabelecida, entra em parafuso, pane, sai sem dizer pra onde vai e quando volta. Odeio o de repente. De repente ele disse. De repente ele fez. De repente morreu. Tudo volta ao normal, menos eu. Meu humor morre junto da rotina. Tudo fica quente, abafado,…

Posso pedir pra você ficar?

Queria ter o direito de pedir pra você ficar. Queria não saber da importância do ir, da necessidade do ir, do infortúnio dever de ir. Queria ser imaturo, chato, inflexível, abusivo, petulante, arrogante, egoísta e chacoalhar seu montante pelo colarinho e pedir que fique: ou lá ou eu, diria, você escolhe, diria, depende de você,…

Não se apaixone por um escritor…

Não ame um escritor. Não se apaixone por um escritor, porque eles irão te fazer juras. Não se apaixone por um escritor, porque eles te prometerão o que não podem cumprir, céu, sol, lua e todas as estrelas do céu já estão hipotecadas. Não se apaixone por um escritor, porque sua herança são as palavras,…

Salve-me desta noite, por favor

Deixa o copo d’água no criado mudo e senta mudo do meu lado. Se quiser, deita. Mas se cobre, porque tá frio. Me faz cafuné. Diga baixinho que vai ficar tudo bem, vai ficar tudo bem, vai ficar tudo bem. O mantra me acalma. Chia no meu ouvido pedindo silêncio das minhas tensões. Me acalme….

Joga tudo em mim que eu aguento!

Vem! Confia em mim. Joga todos os seus problemas. Pode jogar! Eu aguento! Eletrônicos e objetos cortantes estão no pacote. Se cortar, tenho BAND-AID de personagem, vai até ficar fofo. Se o corte for grande colamos vários, sempre quis um mini-dinossauro colado no corpo, vai ser como uma tatuagem provisória, se ficar cicatriz melhor: tatuagem…

24

Fiz 24. 24 é um número que gera polêmica, piada e, na sua mínima empáfia possível, uma comoção que seja, entre troca de olhares e risadinhas. Sabe-se lá Deus ou historiador peculiar o porquê. Acontece que esta data chega, se você sobrevive a este louco-mundo-louco. Cafonice pura que desperta a preconização em um número tão…

Saúde!

Já tentou espirrar fazendo uma manobra rigorosa no trânsito? Estávamos todos fazendo a curva, cada um pronto para garantir seu posto em uma das três pistas da rua, trilha sonora de Hans pra “Velozes e Furiosos”. Eu estava em posição de vantagem, quando a súbita vontade de espirrar irrompeu em quebrante minha performance. Não segurei. Fechei…