A mulher que me fez verdadeiramente homem

Eu tive a imensa sorte de ter uma mãe que nunca disse “engole o choro” ou mesmo “homem não chora”. Esta mulher que me formou homem, foi aquela que estendeu os braços de canto a canto, medindo o tamanho do mundo, e me acolheu em suas asas, dando todo o conforto deste mundo medido. Os…

Ao meu amigo infeliz

Meu amigo imaginário se chama Bob. Bob tem outros amigos imaginários. Ora é elefante, ora é elegante, ora é lagosta e já foi até mosca. Pra mim, Bob é um garoto, apenas um garoto, dentro de calças curtas cor caqui, camiseta azul bebê e tênis listrado preto e branco. O olhar é distante, longe de…

Amor em carne viva

Corremos. Cansamos. Agora estamos andando. Estamos perto. Abaixei o rifle. Tirei o explosivo do bolso. Deixei a faca cair no chão. O cacetete já não está na parte de trás da minha calça. O arco e flechas foram jogados de lado. Nem o pedaço de garrafa da cerveja que entornei acompanha meus passos. Desarmado! Tirei…

Amar pequeno, quem vamos?

Estive rolando meu feed do Facebook em completo tédio. (O “rolar o feed” é a nova troca de canal.) Foi quando me deparei a um grupo de adolescentes reunidos, aplaudindo uma grande performance, com flores, chocolates e declaração de amor pra todo o sempre, em um pedido de namoro. Os uniformes lhe revelavam a idade,…

O dia em que te perdi

Te senti escorrer por entre meus dedos. Te perdi. A casa vazia, o coração também. Meus pensamentos fazem eco nas paredes do meu estômago e a tinta branca está cheia de pés sujos de quando eu sambava deitado apoiando os pés na parede te esperando pra dar boa noite. Sem mais boa noite ou bom dia,…

Eu ouvi, foi um tiro

Foi um tiro! Eu ouvi, foi um tiro! Estamos no campo de concentração. Gritaram cessar fogo, mas estamos invalidados, transparentes, inexistentes, correndo sozinhos, em câmera lenta, sentindo o fogo do sol, o gelo do vento, o fogo das armas, o gelo dos homens fardados e armados. É guerra quente rolando. É canhão, é metralhadora, é…

Não se apaixone por um escritor…

Não ame um escritor. Não se apaixone por um escritor, porque eles irão te fazer juras. Não se apaixone por um escritor, porque eles te prometerão o que não podem cumprir, céu, sol, lua e todas as estrelas do céu já estão hipotecadas. Não se apaixone por um escritor, porque sua herança são as palavras,…

Joga tudo em mim que eu aguento!

Vem! Confia em mim. Joga todos os seus problemas. Pode jogar! Eu aguento! Eletrônicos e objetos cortantes estão no pacote. Se cortar, tenho BAND-AID de personagem, vai até ficar fofo. Se o corte for grande colamos vários, sempre quis um mini-dinossauro colado no corpo, vai ser como uma tatuagem provisória, se ficar cicatriz melhor: tatuagem…

Posso ser irritante, mas eu te amo

Às vezes eu sou um pouco irritante. Às vezes eu sou muito irritante. Mas é brincadeira! Da mais ou menos pura piada. (Até quando não tem graça!) Eu amo você e é por isso que gosto de encher seu saco, porque sei que contigo eu posso ser criança quando é hora do recreio e ser adulto…

Olhos de mel

Mergulhei no mel de seus olhos. Olhos tão simpáticos. Tão gentis. Tão apaixonantes. Esbulhados a mirar minha figura na escuridão daquela noite sem estrelas. Olhos que roubaram o brilho da lua e iluminaram os próximos passos, os próximos dias, os próximos sonhos, a próxima visita que me traria teu beijo. Olhos ao castanho mais castanho…

Sinto falta do Nescafé que me roubou

Há anos convivo com o Nescafé com chocolate ao leite e canela. Uma única noite contigo foi o suficiente pra me roubar a memória e se apropriar dela. Fui à cozinha preparar minha cafeína de cada dia, quando me peguei lembrando das suas mãozinhas agarradas na caneca P&B, fazendo cara deliciada ao experimentar minha combinação…

Comum e singular, prazer

Sou mais simples que pareço e, portanto, mais incompreendido do que deveria. Sou a maior junção de clichês. Somo em mim todas as cafonices sociais de constituição de um futuro. Quero casar com o cara que amo, ter filhos, uma carreira estável, tomar café de manhã, Coca à tarde e vinho à noite, cozinhar em…