Protejam as cabeças, está chovendo tanquinho

1, 2, 3 tanquinhos pularam na minha time de uma única vez enquanto eu rolava procurando receitas deliciosas pra salvar na barra de favoritos e nunca fazer. Enquanto eu somo minhas gordurinhas que formam uma barriga de chope de quem não bebe chope, mas muita caneca de café e entornadas de sedentarismo, penso: qual é afinal de contas a pira do tanquinho?

Onde estão os gordinhos? Os magrinhos? Os meios termos? Os termos de uso do corpo numa sociedade cafona dessa estruturada por gominhos e músculos enrijecidos de “treino”? Cadê o povo pra bradar liberdade dos corpos e renomear o belo? Estão presos em casa por uma pressão social e cultural que deu cheque sem fundo e chispou?

Nada mais lindo do que as curvas de um corpo humano satisfeito com suas necessidades e desejos estomacais, meus amigos. Quando foi que o puxa ferro ganhou notoriedade e virou sex appeal eu não sei. Assim como não faço ideia do momento em que um bom papo foi levado a passos largos de esteira. Onde eu tava? Assistindo TV? Comendo Mc Donald’s? Lendo um livro? Dormindo? Salvando receitas nos favoritos? Eu perdi! 

Quem foi o pérfido que publicou os músculos torneados do mármore grego como a flor de Afrodite pros mortais? Não louvem o Louvre! Quando foi que meu Facebook virou catálogo de cuecas e tanquinhos, peitorais e tanquinhos, tanquinhos e tanquinhos? Não decaiam os célebres cérebros! Onde estão a cabeça dessas pessoas? Não decapitem o que foi capitado há anos pro Freud, Aristóteles, Platão e seus amigos do Castelo Rá-Tim-Bum.

Tarde demais! As cabeça foram deixadas de lado no treino e na foto. Cortem as cabeças!, gritaram. Cortaram. Viva ao corpo!, gritaram. Viveram (e ainda vivem). Não digo que em terra de corpo não há inteligência, mas que nestas terras de corpos torneados parece não haver espaço pra beleza do que é outro. E, quando digo outro, falo do diferente, do que Corra, Lola, Corra do bíceps, tríceps, quadríceps, todosíceps.  

Enquanto espero o horizonte de um mundo em que a conversa boa e o corpo ao natural virem produtos de consumo consciente, vou somando mais calorias e salvando mais receitas nos favoritos pra um dia (quem sabe) fazer, como esse bombom de brigadeiro cremoso com Nhá Benta, meu Deus! 


Sincero, eu espero
Gui Morais
facebook.com/sinceroeuespero
instagram.com/mr.gmorais
perfil

Anúncios

Desabafa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s