Sinto falta do Nescafé que me roubou

Há anos convivo com o Nescafé com chocolate ao leite e canela. Uma única noite contigo foi o suficiente pra me roubar a memória e se apropriar dela.

Fui à cozinha preparar minha cafeína de cada dia, quando me peguei lembrando das suas mãozinhas agarradas na caneca P&B, fazendo cara deliciada ao experimentar minha combinação perfeita de doce e amargo, café e chocolate. Uau! Até isso tu me rouba, pensei, não se contentou com meu coração e também quis meu café.

Sento na cama pra ler e sinto que se pôr a mão pro lado, tocarei a sua. Deito no travesseiro e ainda consigo sentir teu cheiro fresco de mais cedo. Olho em volta, mas você não está. Te procuro pela casa, mas você se foi. Tento a janela, vai que esqueceu as chaves e ficou preso. Nada. Ainda tento me convencer de que um dia te encontrarei aqui comigo. Dormirei. Acordarei. E você ainda estará ali, em minha cama. O convencimento é mentira insistida pra me sentir bem, mas o sonho é objetivo. Por isso, sonho com o dia em que isso de fato se tornará real, em (nossa) casa. Prometo te fazer Nescafé de café da manhã!

Até meu humor fica marrom-café-gelado-sem-açúcar. Fico chato. Olho e não tem você pr’onde meus olhos se encaminham. Sorrio das lembranças, mas quando percebo é a parede que recepta meus dentes amarelos, é o teto que entra de remetente do olhar apaixonado que deposito, é o chão que está em cópia da cabeça que pende em saudade. O Nescafé não é mais o mesmo.

Consigo sentir teus olhos postos nos meus, divagando, sonhadores, em nossos planos futuros. Ouço, mesmo que de longe, sua risada alegre que dá vida a minha melancolia em dias nublados ou ensolarados. Seu peito colado no meu, de corações ritmados em nosso templo amistoso: nós mesmos. Seus cabelos da nuca salpicarem nos meus dedos quando te puxo pra te beijar. Sinto tua boca colada na minha, no beijo mais bêbado de paixão que já tive o prazer de experimentar. Sinto nosso amor selar a cada reciprocidade assumida do “eu te amo”, sussurrado ou gritado, em meio às risadas que revelam a felicidade de estarmos juntos.

Este desvelo de sentimentos romantizados bem ao estilo Shakespeariano, porém tão  reais quanto a narrativa do mais digno jornalista, nos dá força pra enfrentarmos cada segundo de distância que somamos em nossos calendários, ansiosos pelo dia reservado pra que, finalmente, você esteja ao meu lado quando tentar pôr minha mão sobre a sua.

O Nescafé não tem o mesmo gosto sem você, por favor volte logo, quero sentir de novo a delícia duma boa bebida quente num bom dia de frio. ❤ E do teu beijo que me faz ter a certeza da vida boa que nos espera. Fica comigo pra sempre?


Sincero, eu espero,
Gui Morais.
24 anos, publicitário.
Facebook: Sincero, Eu Espero.

Instagram: mr.gmorais.
IMG_1783

Anúncios

Desabafa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s