Conheci uma garota

Ela tem um cabelo diferente. Um jeito diferente. Ela ri diferente. Sorri diferente. Olha diferente. Tem uma beleza diferente. Fala diferente. Ela é diferente.

Ela ama café. Ama falar. Mas pouco se ama. É estranha essa menina! Se perde hora e outra pelo universo a sua volta. Ela rodopia pelo mundo, sem saber onde parar. É pião alucinado, gira tanto que borra, parece estático. É carrossel de parque, com musiquinha e algodão doce, roda seus cavalos de forma apaixonante, pisca à luz da lua. É roda gigante, lenta, confortável, toca o céu, brinca com as estrelas, resfria depois. Encanta fácil essa menina!

Mas carrega em si uma sofreguidão passada que ainda a assombra. Sombra de si. Sobrancelhas fartas, baixas. Negritude de uma história carga pesada na bagagem de mão. Braços fortes, mente também. Delicada como uma mula. Bruta como uma rosa. Flores… cheira à jardim de manhã pós sereno. Sorri como se o dia fosse feito de sol radiante. Chora calada, pra dentro, eneva-se completamente como se recolhe em dias de dilúvio.

Intensa! Amante! Ama seu homem como padre ama sua batina. Acontece que ele não a pertence mais e ela também não deveria pertencer. Passado pesado. Superado. Será? Ela olha pra frente, cabeça erguida, mas o pensamento ainda passeia pelas fotos sépia. Seu drama sobressai, sai, diz olá. Logo some. Resiliente, volta a sorrir com a naturalidade que a água do rio corre lá fora, que o vapor do chá voa no ar, que a fumaça do cigarro dança no vento, que eu amo a ouvir falar. 

E fala. Como fala! Sobre cinema, livros, política, televisão, história, si, sua, dela, dele, aquela, a outra, daquele, daqui, dali, pra lá, da venda do tio João, da vizinha de Bernadete, do preço das batatas. É multifunção performando num corpo de mulher. Corpo esguio, sempre em conchego pra trás, expressivo. As mãos orquestram o ar enquanto fala. A fala engloba seu mundo como o brado retumbante à hino. Hino agarrado a pulsos firmes, amante de sua nação, dos seus, politizada, empoderada, mas não perde a piada. A frescura passou longe. Conte com ela! Escatologia não é problema. Sexo também não. Só não abusa! 

Não deseja o mal de (quase) ninguém. Mas também não faz a hipócrita, não deseja o bem. Evita pensar pra não se machucar. A saudade às vezes a trai. Saudade da infância despreocupada, da adolescência ocupada, do mês passado que era frio, de anteontem que estava bem, de ontem que tinha pizza. Hoje é assim que ela está: longe, confortável, reflexiva, braços cruzados que vez ou outra abanam o nada de Newton, prestes a chorar, mas com um sorriso sem ensaio preso na boca. Monalisa século XXI, hoje ela está calma, não bem, mas calma. O que tem sido o suficiente pra ser feliz. 

Hipnotizado por esta valsa feminina, com trôpegos e tropeços, fico tão fascinado que perco a fala. Agora que a memória não falseta meu dito, posso te escrever: você é fantástica! Não tem ideia do quanto. Amar você não é o fardo, não amar que o seria. Tão fácil é gostar de você, que poucos se contentam. O difícil é tão superestimado que esquecem do vento, do cheirinho de pão fresco, do gostinho de chocolate se derretendo na boca, do abraço, do cafuné, das coisas facilmente apaixonáveis e maravilhosas, de você.

Formada de pequenos momentos, gestos e pensamentos que te tornam mulher. Se olhe no espelho hoje e se apaixone, assim como eu estou apaixonado por você. Seja amiga de si mesma! Deixe a repreensão pra quem te aponta o dedo sem te conhecer. Deixe a prole falar da sua roupa, cabelo, jeito e seja mais lá o que for. Esquerda, direita, você é tão mais que tudo isso. Faça as pazes consigo, siga em frente e vá ser feliz. Ah! Não esqueça de mim, ainda quero tomar outros cafés contigo, pra saber sobre seu eu de bem, enquanto acaricia o ar, cá e lá, com suas mãos arquejantes. Você é diferente. 


 Sincero, eu espero,
Gui Morais.
23 anos, publicitário.
Facebook: Sincero, Eu Espero.

Instagram: mr.gmorais.
Cópia de Perfil

Anúncios

Desabafa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s