IMENSO sem advogado de defesa

Sempre que um amigo dizia que ganhou alguns quilinhos eu gritava “IMENSO”. Chegou minha vez de ouvir.

Olho no espelho: IMENSO. Tento entrar (sem sucesso) numa calça: IMENSO. Insisto naquele PP que me vestia bem: IMENSO. Ando um pouquinho e me sinto cansado: IMENSO. 

Meu complexo começou hoje. Mas a história inicia há 24 horas atrás. Ontem fui num bar/balada. Bebi no bar/balada. Ri no bar/balada. Tirei foto no bar/balada. E esta foto do bar/balada foi parar num grupo de Whats, que logo foi assunto de pauta em mais dois grupos, com meu namorado, com meu amigo sincero, com minha amiga aniversariante da festa no bar/balada, no carro com minha mãe, comigo mesmo no espelho.

E lá estava eu. Sorrindo. Fazendo pose. Ocupando quase toda a foto. Vestindo meu XGGGGGGGGGZÍSSIMOSOCORRO. IMENSO! (Nem ouso tentar colocar ela aqui pra ilustrar. Certamente o WordPress – e nenhuma outra plataforma – aceitaria uma foto com tal peso.) Pois foi aí, neste momento em que ela apareceu no primeiro grupo, acompanhada da frase “migo, você ta desse tamanho?”, que percebi algo que não queria assumir há muito tempo: minhas pizzas, bacons, refrigerantes e Mc Donald’s, se espremiam em uma foto, tentando aparecer, e gritando: IMEEEEEENSO.

“Quem é esse? Aliás, quem são esses? Gui Morais não é mais um só. Agora respondo pelo Gui e pelo Morais. Pessoas distintas, independentes, com seu próprio peso, sua própria existência, próprios problemas e, acima de tudo, própria balança.”

Não sou o tipo gordofóbico. Sou o tipo “quando foi que isso aconteceu? Quando deixei de usar 36, pra transbordar dentro de um 48?” Que minhas calças já não me serviam eu e minha nova calça-do-dia-a-dia-que-não-tiro-do-corpo-porque-não-tem-outra já sabíamos. Mas deixei acontecer. Deixei ser levado pelo carboidrato, bacon, sódio, bacon, batatas fritas, bacon e bacon. Não que eu esteja terceirizando a culpa e “depois me manda a conta”. É só que eu podia maneirar, não é mesmo!? Preciso fazer jus a esta característica tão brasileira de esperar o trem (ou a calça) estourar, pra depois revisar os trilhos (e os números)?

Não adianta chorar pela caloria absorvida. De fato já comecei a me mexer. Decidi entrar numa dieta-urgente-pra-ontem. Quer dizer, ontem depois da minha pizza que acaba de chegar. Ela está linda e o bacon cheira de longe. Hmmm…

De qualquer forma, fica aqui registrada minha promessa: vou cuidar mais da minha saúde. Caso eu volte a reclamar da minha displicência com a balança, podem me cobrar e acusar de fraco. Fraco, covarde, falso e gordo. Sem direito a advogado de defesa. Veredicto final: IMENSO!


Sincero, eu espero,
Gui Morais.
23 anos, publicitário.
YouTube: Sincero, Eu Espero.
Facebook: Sincero, Eu Espero.

Instagram: mr.gmorais.
SnapChat: guimorais04.
Cópia de Perfil

Anúncios

Desabafa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s