Insônia acabou: criei vergonha na cara

Houve um tempo da minha vida que achei pertencer eternamente ao grupo da insônia. Foi eu começar a trabalhar de verdade que isso mudou.

Logo agora que assinei Netiflix. 😮

Nunca entendi a indisposição da minha mãe quando chegava em casa. Isso perdurou por um bom tempo. “Por que não brincava comigo? Não era nada demais.” Mas era. E hoje eu sei disso.

A insônia é algo sério. Nunca tomei medicamento, mas sofria com noites mal dormidas desde pequenos. Já tive casos, inclusive, de em 3 dias ter dormido apenas 3 horas. E não era por falta de vontade. O corpo esgotado, mente cansada, mas nem um e nem o outro paravam de trabalhar.

Deitava na cama, tentava não pensar em nada, mas ali estava eu: pensando em não pensar em nada, como isso me ajudaria, como era difícil ter insônia, como era ruim estar cansado, como trabalhar me cansava, poxa deixei meu computador ligado, não posso esquecer da reunião às 14, mas antes preciso comer algo, 1, 2, 3 carneirinhos… Pensando bem, comerei algo agora.

Hoje a realidade é outra. Mudou assim: de uma hora pra outra. Foi sair da faculdade, com expectativa de vida plena após o horário comercial – ilusão das grandes -, e eu comecei a ficar mais exausto que nunca. Dormir virou meu hobby. Dormir virou meu primeiro amor, aquele que a gente nunca esquece. Virou meu cineminha de final de semana. O motivo de minha existência. Meu novo sexo (transa e genitália). 

“Sorte!” É o que eu digo. O que outrora achava felicidade – ter “disposição” em ficar acordado, afinal (pro meu eu de ontem) dormir é perda de tempo -, hoje percebo que felicidade tem mais a ver com sonhos, não quando a gente acata como objetivo, mas quando a gente dorme, mesmo. Ronca alto, baba no travesseiro inteiro, acorda com o cabelo esganiçado e o cérebro perdido no tempo.

Criei vergonha na cara, virei gente. Parei de perder tempo com pequenos assuntos mal resolvidos durante o dia (o que especialistas dizem ser o maior causador da perda de sono). Quero que se danem. Que me deixem em paz. Que fiquem pra amanhã. Porque hoje, eu quero dormir. ❤


Sincero, eu espero,
Gui Morais.
23 anos, publicitário.
YouTube: Sincero, Eu Espero.
Facebook: Sincero, Eu Espero.

Instagram: mr.gmorais.
SnapChat: guimorais04.
Cópia de Perfil

Anúncios

Desabafa

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s